Fisioterapia Pélvica

Os músculos do assoalho pélvico são responsáveis por controlar a urina e as fezes, sustentar nossos órgãos como bexiga, útero e intestinos e contribuem para uma saúde sexual satisfatória. Eles ficam entre as coxas e na região dos genitais. As patologias que acometem essa região são chamadas de disfunção de assoalho pélvico.

Muitas são as causas das disfunções do assoalho pélvico como: idade, partos, cirurgias pélvicas, obesidade, constipação, doenças neurológicas como por exemplo: AVC, Parkinson. As mulheres são as mais acometidas por razões anatômicas e hormonais, porém, os homens também possuem assoalho pélvico podendo apresentar sintomas.

A intervenção da fisioterapia é composta de várias modalidades terapêuticas, sendo um método não invasivo de tratamento, de baixo risco e efetivo na recuperação das funções fisiológicas.

A FISIOTERAPIA ATUA EM:

– Incontinência urinária de esforço e urgência (feminina e masculina) Incontinência anal (feminina e masculina)
– Bexiga hiperativa
– Bexiga neurogênica
– Enurese
– Retenção urinária
– Prolapsos genitais
– Constipação intestinal
– Anismo
– Disfunções sexuais (feminina e masculina)
– Dispareunia

– Vaginismo
– Anorgasmia
– Transtorno de excitação sexual feminina
– Ejaculação precoce
– Disfunção erétil

–  Doença de peyronie
– Disfunções miccionais na infância
– Algias pélvicas
– Pré e pós-operatório de cirurgias pélvicas
– Preparação pélvica pré-parto
– Atendimento durante o trabalho de parto
– Prevenção de patologias pélvicas pós-parto